» Notícias
DESCOBERTA
Arca da Aliança pode ter sido encontrada por Arqueólogos
janeiro 17, 2019

A arqueologia é um dos segmentos da ciência que mais colabora para a fundamentação histórica das narrativas bíblicas. E como de práxis, novamente arqueólogos podem ajudar a desvendar um dos maiores mistérios históricos da humanidade, que é a localização exata da Arca da Aliança.

A Bíblia descreve a Arca da Aliança como um objeto sagrado construído para simbolizar a presença de Deus entre os israelitas, feito com o máximo rigor e sob a orientação direta do Senhor.

Todavia, o artefato de extrema importância se perdeu ou foi escondido durante às invasões sofridas pelo povo hebreu, e desde então a sua localização, bem como a continuidade da sua existência, permanecem um mistério debatido por teólogos e pesquisadores de todo o mundo.

Possibilidade

O pesquisador Israel Finkelstein, da Universidade de Tel Aviv, acredita ter encontrado o local onde pode estar ou ter estado a Arca da Aliança. Ele afirma que as ruínas de Quiriate-Jearim, na cidade israelense de Kiryat Ye’arim, nas proximidades de Jerusalém, é o local mais provável.

Isso porque o lugar “se encaixa na descrição detalhada do Livro de Josué sobre a fronteira entre as tribos de Benjamim e Judá. Não há outro local para se encaixar nessa descrição. Nos tempos bizantinos, o historiador Eusébio disse que Quiriate-Jearim estava a cerca de 15 quilômetros de Jerusalém, justamente onde fica este local”, disse o pesquisador.

A Bíblia diz que a Arca permaneceu por 20 anos na cidade de Quiriate-Jearim, o que reforça a hipótese dos pesquisadores. No lugar, a equipe formada também por Thomas Romer e Christophe Nicoll, do College de France, encontraram um templo antigo, onde pode estar escondido o artefato.

“Também o nome da colina em árabe – Deir el-Azar – preserva o nome do mosteiro bizantino: o Mosteiro de Eleazar. De acordo com o livro de Samuel, Eleazar era o sacerdote encarregado da Arca”, destaca o pesquisador.

Apesar da expectativa, devido ao grande número de teorias divergentes sobre a localização e existência da Arca da Aliança, Finkelstein explica que o principal objetivo das escavações não é encontrar o artefato, mas esclarecer o que a Bíblia descreve sobre ele.

“Não estamos procurando pela Arca. Estamos tentando entender a Narrativa da Arca”, explica Finkelstein, segundo informações do Daily Mail.

Fonte: Gospel +